18 de maio de 2011

Trabalho na Noruega

Como conseguir um...

Na Noruega ha basicamente três formas de se conseguir um trabalho...

A primeira, mas menos provavel - Anuncios em jornais e internet. Pode parecer dificil, mas nao impossivel. Eu tenho uma amiga brasileira que conseguiu por duas vezes emprego respondendo a anuncios.

A segunda,que se nao tivesse acontecido comigo eu nao acreditaria  - Bater de porta em porta, algumas pessoas ja tinham me dito isso mas eu nao acreditei, ate que aconteceu comigo...

A terceira, a mais garantida- QI, Indicacao e tudo, seja aqui ou no Brasil.


Passando da primeira etapa vem a segunda, o trabalho em si. Noruegues trabalha muito, MUITO mesmo. Quer dizer, eles estao sempre sobrecarregados, SEMPRE. Aqui eles pagam a uma pessoa p/ fazer o trabalho de duas ou 3. Deve ser por isso que os noruegueses estao sempre doentes... Se voce tem uma carreira de sucesso no Brasil, anos na mesma empresa e ganha consideravelmente bem, pense bem antes de largar tudo pelo seu grande amor. O pior nao e trabalhar p/ cassete, o pior e ter que fazer muito uma coisa que você nao gosta. Lembrando que quase todo mundo comeca na faxina... Nao importa o quao bem sucedida vc era, ou se voce fala ingles, espanhol, italiano e frances fluentemente obviamente que ajuda, mas na Noruega vc vai ser analfabet(o)a, aprender tudo bem do comecinho. Eu ja chorei pq eu nao conseguia ler a bula de um remedio, nao, a dor nao era tanta, podia esperar, mas foi nesse dia que eu me dei conta de que eu nao passava de uma analfabeta, agora sou uma semi-analfabeta. Eu fico pensando nessas meninas que nao falam nadica de ingles ou o basico do noruegues... nao podem nem se dar o luxo de se perder, pq nao vao poder pedir informacao ah deixa p/ la, noruegues nao sabe dar informacao de nada mesmo. Ah sim, e aqui as mulheres so se aposentam com 67 anos, nao com 60 como no Brasil, vc pode ate se aposentar antes, mas vai ser tipo com a menor pensao que um infeliz pode ter...



Espero que minha vizinha nao me processe... Ela polindo ou lixando a varanda... eu nao me imagino fazendo isso aos 70
 Um pequeno retrospecto sobre minha vida profissional na Noruega:

Eu comecei como quase todo mundo comeca, na faxina. Trabalhei fazendo a limpeza da firma do meu sogro, duas vezes por mês, eu nao aguentava mais esperar pelo visto, e pensei, pq nao??? Uma graninha extra sempre cai bem...
Depois uma amiga minha me indicou para trabalhar como professora em um cursinho de portugues para estrangeiros e ai eu tive meu primeiro contrato de trabalho. A experiencia foi muito doida, eu tinha um pouco mais de um ano na Noruega e o meu norueguês era bem do tipo "Tabajara", mas no final tudo deu certo (melhor do que eu imaginava), infelizmente a procura pela lingua portuguesa nao e tao grande :-(
Depois entrei em um cursinho organizado pela NAV, em que eramos todos tratados como "aproveitadores do sistema", mas foi atraves da tecnica deles vao gastar sola de sapato p/ conseguir emprego cambada de vagabundos, ' que eu consegui trabalhar em uma escola aqui perto de casa como professora de espanhol substituta, sim, bati na porta, na cara de pau, e consegui o trampo. Quando abriu uma vaga de professora permanente a dondoca estava na Turquia... O diretor me ligou e disse: Sua infeliz pq vc nao se candidatou a vaga??? Eu tinha e tenho minhas razoes, mas acabei mentindo dizendo que eu nao tinha visto o anuncio. Mas a verdade e que os "anjinhos" me adoraram e parece que colocaram uma pilha p/ fazer a outra professora vazar (fiquei sabendo disso pq a minha professora do curso de noruegues era mae de uma das "anjinhas", e parece que a anjinha nao parava de falar de mim e foi essa professora que inclusive me disse que a vaga estava aberta). Eu geralmente sou uma pessoa que nao da ponto sem no, aquela nao era a hora de eu assumir a vaga, e hoje vejo que fiz a coisa certa.
Pois bem, logo depois disso recebi uma proposta do meu amigo, meu "padrinho" p/ trabalhar no aeroporto. Claro que no inicio me bateu aquela inseguranca, e se eu nao entender o que eles estao falando, e se eu fizer algo errado, e se... Fui na cara e na coragem fazer a entrevista e consegui uma vaga p/ trabalhar em um kiosk de "especiarias" norueguesas no aeroporto, so 20% de vaga no meu "aquario" + extra em um restaurante, mas fiquei tao feliz! No inicio achei que iria enlouquecer, eu procurava freneticamente entender o noruegues (com dialeto), da dama que estava me passando o servico, assim como os produtos que eu vendia (coracao de alce, hein?), o servico de caixa, e mais o que os clientes diziam (os suecos falam o sueco, e os dinarmaqueses o dinamarques, e os dois acham que eu tenho a obrigacao de entende-los, as vezes rola, mas as vezes... so JESUS!).
Ate ai tudo bem, depois veio o restaurante e o bicho pegou... Nao querendo assustar ninguem, mas eu tive uma leve hemorragia por uma semana assim que eu comecei a trabalhar no restaurante (e isso nunca aconteceu comigo antes).... O ritmo la e frenetico. As vezes pode acontecer de nao termos pausa p/ comer e termos que segurar durante MUITO tempo a vontade de ir ao banheiro, mas...e muito raro.
O engracado e que quando voce esta desempregado e dificil pintar alguma coisa, mas quando vc esta trabalhando... pinta um monte de coisa... alem do trabalho no kiosk e no restaurante, eu fui contratada pela empresa que faz a limpeza (mais uma vez por indicacao de uma amiga que trabalha la) de todo o aeroporto (precisava levantar uma grana p/ ir ao Brasil em janeiro e acabei assim "ficando", o pessoal da limpeza recebe mais que o pessoal da seguranca e os que trabalham em loja). Mas em uma dessas limpezas veio um seguranca do aeroporto falar comigo, perguntou se eu nao queria trabalhar no check-in da Norwegian, pq eles estao sempre precisando de gente... Isso parece o emprego dos sonhos ne??? Mas eu  recusei, eu ja vi a escala de trabalho deles... Deus me livre ter que comecar as 3 ou 4 da manha, 3 vezes na semana... No way! Ja reclamo p/ cassete de ter que comecar as 05:30 da manha... imagina as 3... acho que a pessoa nem dorme :-(

Bom, agora e epoca de tentar juntar dinheiro e decidir no que eu quero trabalhar a longo prazo, ainda tenho planos de estudar, talvez me especializar em algo, mas enquanto nao sei, vou levando meus "trabalhinhos" muito a serio, pq na maioria das vezes, experiencia e boas referencias sao infinitamente mais importantes p/ os noruegueses que a sua formacao.

6 comentários:

Luciana disse...

Parabéns pela sua disposicão, garra e forca de vontade.
Espero que você ache um trabalho bem legal.
Eu ainda estou pensando sobre isso e continuo semi analfabeta. Será que isso muda um dia?
Acho que vou ser semi pra sempre, kkkk

Beijo

Carolina Krogedal disse...

Acho que depois de uns dez anos eu vou deixar de ser semi analfabeta p/ me tornar, uma "alfabetizada ignorante"...kkkk. Putz, a lingua norueguesa e muito dificil... :-(

Luciana disse...

E tem gente que me censura por eu não já ser fluente, só que acho que esse povo nem sabe o que significa fluente em uma língua no próprio portuguës.
Mas vamos que vamos, um dia a gente talvez chegue lá, na tal fluência.

Beijo

Carolina Krogedal disse...

O problema e exatamente esse... as pessoas no Brasil tem "muito contato" com o inglês, o espanhol, o italiano e o francês...que sao linguas faceis de se aprender... Ai fica dificil explicar o pq da nossa dificuldade com a lingua norueguesa, ainda mais pq estamos morando aqui ha "tantos anos". Melhor nao explicar... "Vi kaster bort tiden". kkk

glenda disse...

muito ruim mesmo, nao entender as coisas. me sinto uma crianca sem poder me expressar direito.
parabens pela trabalheira! nao vejo a hora de poder trabalhar! mesmo sendo cansativo me sinto um parasita dependendo de marido. (ele NUNCA reclamou de nada, nem de leve. NUNCA) mas nao consigo me sentir bem nessa posicao de nao produzir nada.
dizem que ai ao redor de oslo o bookmål e realmente bokmål. eles falam bonitinho igual a tv? aqui no norte eles falam um dialeto que nao tem nada a ver com bokmål. e bem frustrante aprender uma lingua que na verdade... voce sai na rua e ninguem ta falando a tal lingua que voce estudou :S
sinixtro, no bom carioquês!

Anderson Andrade disse...

Oi me chamo Anderson Andrade. Passei três meses na Noruega, Infelizmente não consegui um contrato. Por isso voltei para o brasil. Minha irmão mora em Lørenskog, ela é casada. Eu falo um bem pouco norueguês, no momento estou no curso de inglês. Eu quero muito voltar para Noruega para trabalhar! Caso alguém possa me ajudar, entrar em contato +55 91 983075176! Tusen takk, ha det bra.

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)