25 de fevereiro de 2012

Samba neles Brasil!

A primeira e unica escola de samba em Oslo:



Resolvi criar uma nova secão no meu blog...Anuncios.

Obviamente o primeiro anuncio tinha que representar "a cara do Brasil". Uma escola de samba! (Ainda em clima de Carnaval, kkk)

Então se vcs quiserem anunciar qualquer empreendimento, pode ser um salão de beleza,  uma cafeteria, venda de roupas, algum evento que seja relativo a brasileiros, podem anunciar aqui... segue o email para contatos: falanoruega@ig.com.br - não se esquecam de preferência enviar fotos do local, dizer quem organiza e principalmente em que região o babado esta ocorrendo, e favor deixar uma mensagem atraves desse blog, pq eu não entro nesse email com muita frequencia, ok? Enquanto isso vou permanecer ligadinha nas comunidades do face, pq tem muita gente postando muita coisa legal por la. 

21 de fevereiro de 2012

Alegria que contagia! Mata a titia de orgulho!

La estava eu sentadinha no confortavel sofa da academia, esperando o maridão me dar um bonde p/ casa... eis que decido abrir uma revista (publicada pela propria academia) e me deparo com uma reportagem de duas paginas sobre o sucesso da zumba brasileira (provavelmente uma adapatacão da lambaerobica)  nas academias do grupo Elixia. O responsavel por tal facanha e o Paulo Santana, esse no centro da primeira foto. Eu sempre brinco com o meu marido: Vc tinha tudo antes de eu entrar na sua vida, menos felicidade. E eu gosto de pensar que brasileiros na Noruega tem uma missão, alegrar o povo, rsrsrs. Pq alegria igual a nossa, eu vou te dizer... não existe em nenhuma outra parte do mundo não... E pelo visto o Paulo e sua trupe estão cumprindo esse papel com excelência. A maioria dos escandinavos com os quais eu converso tem uma boa impressão sobre o Brasil. Aparentemente os problemas de violência e corrupcão não são os primeiros fatores lembrados quando eles escutam o nome Brasil.

E vcs amigas que ja moram aqui, como vcs sentem que e a aceitacão do povo brasileiro entre os nordicos? Vocês tambem sentem que entre os estrangeiros oriundos de paises em desenvolvimento, nos gozamos de uma certa "regalia"? Vai ser legal se vcs puderem deixar a opinião de vcs aqui.

7 de fevereiro de 2012

Depoimento de um brasileiro casado com uma Norueguesa, (vivendo no Brasil).

Não querendo desmerecer ninguém... Mas um dos maiores orgulhos que o meu blog me dá, é ver entre os seguidores do blog pessoas intelectualizadas... Professores, educadores, pesquisadores, amantes de poesia, pessoas bem sucedidas em geral. Sinal de que eu falo besteira mas não muita, rsrsrsrs.

Um agradecimento especial ao Fabio Macedo, que gentilmente nos concedeu esse depoimento:

(Um pequeno resumo dos fatos: Fabio casou-se recentemente com uma Norueguesa e os dois estão vivendo no Brasil).


Oi Carol !

Bom,

Para começar, eu passaria dias aqui filosofando e trazendo pontos e mais pontos em algo que é um hobbie para mim:

As diferenças culturais entre povos e raças !

Se formos pensar em um ponto de vista ainda mais técnico e apurado, não existe exatamente a visão padrão do brasileiro para o norueguês...

Como eu sempre digo para a Marianne (minha esposa) o Brasil não é rotulável. É um país muito grande com diferentes origens, valores e costumes.

Eu, Carol, sou o maior exemplo disso ! Não tenho qualquer identificação com qualquer item que poderíamos considerar como a de um "brasileiro nato".

Sou de São Paulo com pai também paulistano de descendência libanesa e mãe catarinense de colônia germânica, em diversos lugares, muita gente juraria que não pareço brasileiro nem fisicamente (O que é outro assunto complicado do tipo: Com o que de fato se parece o brasileiro ?? - Nosso país é muito jovem como nação e se não temos origem diretamente de índios nativos ou mulatos que é o que geralmente o estereótipo do brasileiro, não temos origem sangüínea definida até digamos, a quarta geração). Bem, voltando, DETESTO cerveja, Detesto carnaval e samba, NÃO suporto calor acima de 26 graus (JURO QUE NÃO é BRINCADEIRA) e não ligo para futebol (Somente dou atenção para Copa do mundo e mais pelo evento do que pelo futebol propriamente dito) ! Quero sobretudo dizer aqui que as letras maiúsculas parecem ter um tom de desprezo mas não é isso. Não julgo e respeito pois cada um tem seu gosto e personalidade. É só para enfatizar a minha personalidade fora dos padrões tupiniquins mesmo rs !

Portanto, quis dizer tudo isso para mostrar que eu certamente terei um ponto de visto sobre o norueguês, completamente diferente do que um amazonense, um mineiro, ou um soteropolitano vai ter... E sei que isso levantará questões do PORQUÊ não estou indo para lá agora se não me identifico aqui... Mas isso será abordado um pouco à frente. (Minha idéia é de COM CERTEZA, daqui alguns anos ir para Bergen com ela e futuros filhos).

Dito isso, todos já podem esperar rs... O norueguês típico para mim não é nada (na maioria das coisas) tão terrivelmente diferente do que estou acostumado.

Por exemplo, a Carol sempre comentou e isso é um fato esperado pela maioria brasileira de que a família norueguesa é fechada... Isso é um fato ! Porém, a minha família é mais fechada do que a dela !!! RS (Primeiro relato da quebra de um paradigma)

O norueguês está acostumado com o frio... Fato ! Entretanto, eu gosto mais e suporto mais o frio do que minha esposa e muitos outros noruegueses que conheci... RS (Segundo relato e por aí vai...)

É muito engraçado e divertido analisar as pessoas neste aspecto ! Gosto muito de todos os posts da Carol pois ela escreve tudo isso com muita paixão e vejo que sua vivacidade para absorver a vida na Noruega é sem limites !! Uma verdadeira biblioteca !

Bom, para encurtar um pouco este texto pois é muita coisa para contar (minha estória com ela é REALMENTE coisa de filme) Algo que era quase impossível acontecer, mas, aconteceu rs.

Vou escrever o básico do básico de como ela é (fazendo paralelos com as outras norueguesas) e como ela está agora no Brasil. Claro que ao longo do texto tomarei rumos diferentes, esquecerei detalhes e teremos frases desconexas, entretanto, espero estar aqui para compartilhar as experiências e matar dúvidas se existir alguma ou curiosidade de alguém !

Quando nos conhecemos, ela tinha 27 anos e eu 30, hoje tenho 32 e ela 29... Ela professora de quinta série e eu, formado em marketing e piloto comercial de helicópteros em operações navais. Entre mais de 9 indas e vindas minhas e delas entre os 2 países em 1 ano e meio, ela está no Brasil em definitivo desde o dia 30/10/2011.

Eu realmente acho que para um relacionamento assim funcionar (e no caso contrário tipo da Noruega para o Brasil e o marido ser brasileiro), existem ingredientes básicos e obrigatórios e o primeiro deles infelizmente e sem demagogia, é além do amor ter que ser verdadeiro, a condição financeira !

Por mais que no mundo moderno a condição feminina de hoje se iguale em digamos 95% da masculina (sejamos otimistas - Sei que ainda não está assim mas em países modernos diria que 99% da igualidade acontece), eu ainda acho que o meu caso é muito mais atípico !! E os números provam !! São muito mais mulheres estrangeiras com noruegueses do que norueguesas com brasileiros. Mencionei a igualdade masculina e feminina porque na sociedade, ainda é menos "aceitável" psicologicamente um homem em uma condição muito pior do que o inverso.

Para qualquer pessoa que pense no formato mais cru e básico da seguinte situação: Uma mulher, sem filhos, jovem, da Noruega e em São Paulo com um brasileiro, parece loucura (a loucura estaria no fato da mulher norueguesa se mudar por um relacionamento e não em se relacionar com um brasileiro pois como a Carol disse, é extremamente normal elas terem qualquer tipo de caso durante suas viagens de verão, com latinos de diversas origens).

Sei que meu depoimento tem leves tendências exibicionistas ou esnobistas rs... Não me acho o último biscoito do pacote rs... Mas o FATO e ela mesmo me diz que isso tudo só existiu porque não é um relacionamento com degraus culturais, intelectuais... Isso é um tanto quanto óbvio mas acho fascinante imaginar quando existe tal coisa e o amor é verdadeiro ! (Talvez eu tenha uma mente muito fechada quanto a isso... Não sei.)

Exemplo: No mundo de hoje, acho que EM GERAL, a mulher é menos tolerante no que diz respeito a um homem com um diferenças intelectuais e econômicas do que o inverso ! E principalmente as norueguesas...

Além do mais, minha esposa mesmo se diz um pouco fora da média da garota norueguesa padrão e por um simples e puro motivo chave: Ela é cristã... Mais precisamente luterana. Está aí a Carol que não me deixa mentir que para uma garota de 29 anos, ser uma pessoa mais focada em religião que é algo bem menos comum na Noruega, já faz uma tremenda diferença !! O próprio círculo de amizades dela é um pouco assim. Ela nunca fez parte da juventude descolada que sempre teve festinhas regadas a álcool e sim, de viagens culturais e coisas e tal. Pra se ter uma idéia, a irmã mais nova dela de 22 anos se enquadra no perfil oposto ao dela ! Engraçado isso ! No entanto, uma coisa não escapa dela referente ao que a Carol já tinha dito e eu sempre soube mas para mim seria um desafio que eu gostaria de encarar com gosto... O que diz respeito à independência e sentimento de autoridade da média feminina norueguesa !! Um barato isso rs ! Já vou explicar de antemão que o que relatarei agora não é o livro da verdade mas uma grande teoria discutida inclusive com meu amigo sueco que vive há muitos anos em SP.

Sou um homem bem conservador e de gênio um pouco dominante rs... E ela aprecia demais isso pois disse que muitos mas MUITOS (Obviamente não todos) homens noruegueses não tem isso... Fazendo com que muitas mulheres norueguesas acabem desenvolvendo esse sentimento de independência total (claro que levando em consideração o fato de que hoje em dia a humanidade também caminha para a igualdade por natureza)...Traduzindo, não precisa ser um joão sem braço metido a macho rs mas sim, um homem educado, honesto e atencioso e DE ATITUDES !

De todos os detalhes da personalidade da minha esposa, o que CERTAMENTE mais me chama a atenção e surpreende, é sua inocência e ingenuidade !!!!

Tá certo que ela como eu disse, é de grupo luterano, tem princípios e valores diferentes até para a média feminina conterrânea dela, mas ainda assim, é IMPRESSIONANTE a inocência dela com o teor do que pode existir de malandragem nesse mundo. Sabemos e sem prepotência, que nosso país está em um nível avançadíssimo disso ! Sempre brinquei que tenho que doutriná-la a ser mais agressiva do tipo: se vendedores ligarem convencendo-na de que ela precisa no Brasil, de um avestruz no quintal pois todo brasileiro tem um, ela comprará 2... Um pra mim um pra ela e ainda escreverá uma carta de recomendação sobre o vendedor !!!

Nossa decisão dela vir para o Brasil ao invés do contrário foi puramente uma questão de foco e previsão financeira para o futuro... Neste caso, meu trabalho e meu salário sobrepuseram o dela com facilidade ao ponto de enquanto somos jovens e sem filhos, a maior perspectiva de crescimento é sem sombra de dúvidas em São Paulo... Graças a Deus minha família tem uma condição realmente muito muito boa e temos todo o suporte (Caso se faça necessário) possível, e isso já não teríamos lá caso dependesse de parentes para qualquer tipo de ajuda mais íntima.

Por enquanto, a adaptação está melhor do que eu imaginei no nível mais otimista possível ! Às vezes preciso me beliscar para acreditar....

Para uma mulher, independente, norueguesa, vir para o Brasil para durante muito tempo, não trabalhar e ser sustentada, acreditem, é uma paulada violenta no ego e nos instintos vikings das ditas cujas rs... Prefiro sempre acreditar que é muito amor mesmo ! E sei que é ! O que me deu muito medo é ela se sentir muito sozinha... (trabalho 14 dias ininterruptos em bases pelo país e folgo 14 dias em casa). Ela me acompanhou nas 3 primeiras missões que eu estive a trabalho desde que ela está em definitivo no Brasil (estou no momento em uma base em Belém e essa missão, ela ficou em SP). Dirigir, também é algo que ela AINDA não faz em São Paulo...(Isso não me surpreende rs).

Graças a Deus, as preocupações acabam por aí pois ela já está cheia de amigos aqui. Todos os meus amigos e parentes adoram ela e sempre estão convocando para fazer algo ! Até no dia do Natal, fomos na Igreja Escandinava em São Paulo, onde toda a comunidade freqüenta (Na maioria suecos) e lá ela conheceu uma outra norueguesa que está em SP há 5 anos casada com um brasileiro e está super feliz !! Ganhei na loteria pela segunda vez rs, agora ela tem uma amiga que se bem me lembro, é de pertinho de onde a Carol está (Pelo que li sobre onde eles moram) e ainda, mais uma opinião positiva sobre a vida no Brasil (em São Paulo).

No momento, estamos morando nos meus pais pois meu apartamento (agora nosso) fica pronto no fim de março. Com todas essas informações, a vida dela tem sido relativamente muito tranqüila nesta nova etapa, estando na maioria do tempo se divertindo e cheia de planos para nosso futuro, apartamento pra decorar, etc. Estamos até embarcando para Stavanger agora quando eu voltar pra SP dia 9/2, para ter uma segunda festa de casamento agora com a família dela e ainda seremos padrinhos de um bebê de um casal de amigos dela/nossos em Bergen. (Minha mãe uma vez fez uma roupinha de tricô para o bebê deles em uma de minhas viagens para lá e o casal ficou realmente tocado com aquilo).

Quanto ao que a Carol levantou do que ela não gosta no Brasil... Diria que é pouca coisa pois muitos detalhes, são o que vemos na mídia quando se tem uma vida um pouco mais isolada dos problemas sociais no país (Crimes absurdos, desorganização, corrupção em níveis que chegam ser piada, sujeira, falta de educação, etc.) mas nada disso a gente vive exposto a um grau que realmente incomode muito! Não sou nenhum milionário e ela não está vivendo isolada em um conto de fadas... Não é isso ! Mas bem sabemos que o Brasil é um país de enorme contraste até no quesito qualidade de vida quando se tem e quando não se tem !!! Infelizmente é assim !!

Ela realmente esta gostando de viver em São Paulo do jeito que estamos vivendo. O português não está mais sendo grandes problemas pois ela já conversa bem (com os devidos descontos) e no geral, ela se vira muito bem mas claro que ainda é como se fosse um bebê reaprendendo como a banda toca por aqui. Sua perspectiva de trabalho será mais para se ocupar e se sentir bem do que puramente por necessidade financeira. É claro que um upgrade na renda familiar é sempre bom mas meu ponto é: Não a tirei da Noruega para piorar sua qualidade de vida ! Acharia isso muito injusto... Ela madrugando para encarar de 3 a 4 horas por dia dentro de um carro em SP de segunda a sexta em uma jornada de trabalho maior do que é na Noruega. Isso é fato ! Não que seja uma coisa descabida pois todo brasileiro tem essa rotina dura mas não para ela que sempre esteve acostumada com outro ritmo. Como sou piloto, nem eu mesmo sendo paulistano me exponho a isso !! Graças a Deus !

Em resumo, estamos muito felizes.

Ela é o maior amor de pessoa que eu já conheci nessa vida e com certeza merece cada gota de suor e sangue que eu possa oferecer para ela...
 
 
Um lindo depoimento Fábio! Dá p/ sentir a paixão nas palavras... Felicidades ao casal!!! E obrigada novamente...
 
Vou fazer alguns comentários abaixo...

1 de fevereiro de 2012

Palavrões em Noruegues

"Det er iskaldt og det regner konstant. Det er mørkt når det skal være lyst og omvendt. Jeg skjønner at folk banner". - Kimmy Nolan,  Alt for Norge.

frio e chove constantemente. É escuro quando deve ser claro e vice-versa. Eu entendo que as pessoas profanam/xingam". Kimmy Nolan, participante do programa Alt for Norge.

Uma lista inteira de palavrões em norueguês p/ quem queira se "aperfeicoar" no tema, he he he
 


(Apesar de tudo, vale lembrar que o norueguês é uma das linguas mais inocentes no que diz respeito a "palavrões/palavras feias/ xingamentos). - wikipedia

Acho importante aprender inclusive todos os palavrões em norueguês, não como uma forma de ataque, mas como uma forma de defesa, caso alguém decida "te pegar para cristo".

Na região onde moro acho que o palavrão mais comum é fy faen. Mas tb rola muito: Drittsekk , helvete,  satan e jævla.

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)