20 de abril de 2011

Transcricao de casamento -RJ


Lista para a transcricao de casamento

Requerimento ao Juiz


Declaracao de residência
Transcricao de casamento, que P. e essa? Lembro-me como se fosse hoje, fui a embaixada em Oslo buscar minha certidao de casamento e assinar o livro de resgistros, a Daniela, como sempre muito simpatica, (nao e ironia, ela e legal mesmo), me entregou o documento e disse: Assim que for ao Brasil, com esse registro va ao cartorio de 1a circunscricao da sua cidade, fazer uma transcricao de casamento. Eu achei que seria uma coisa rapida e indolor, mas que processo no Brasil e rapido e indolor??? Primeiro que o site do cartorio resolveu ficar fora do ar justamente na minha passagem pelo Brasil, marco 2011. Chegando la recebi uma linda listinha de coisas que eu deveria ter para dar entrada na tal transcricao... Jesus!!! Que peregrinacao... eu espero que pelo menos uma vez na vida eu va ao Brasil, sem ter que correr aras de documentacao ou ir a medico. Pois bem, la fui eu... Primeiro item, requerimento ao Juiz solicitando a transcricao... pqp, que frescura, tenho que escrever um documento solicitando isso??? Näo esta mais do que evidente??? Item numero 2 Certidäo de casamento consular (o documento que a Dani me deu). Certidao de nascimento, ohhhhhhhh fila que eu enfrentei!!!!Comprovante de residência, se näo tiver absolutamente nada em seu nome, tem que fazer uma declaracao de residência... e para achar um modelo??? Nem na internet consegui... achei um modelo na xerox que ficava ao lado do cartorio em que fui autenticar tudo. Ai depois vem a tal declaracao comprovando o estado civil dos noivos... Pqp, eu ja nao tive que entregar isso pra casar??? Tenho que tirar novamente??? Como assim??? A informacao ja nao esta constando na minha certidao??? Quem no Brasil pode garantir que meu marido era solteiro??? Por ultimo uma declaracao do consulado especificando o regime de bens... Por sorte eles aceitaram a informacao que constava na minha certidao. O processo no total leva de 30 a 40 dias, e no Rio de Janeiro, no mês de marco de 2011, tive que pagar 156 reais so para dar entrada na documentacao, fora os outros documentos... Acho que gastei uns 250 reais com tudo... Mas se você näo pretende ficar casada por muito tempo, seja pelo motivo que for, nem registre o seu casamento na embaixada, pq todo o processo leva MUITO tempo, e dizem as mas linguas que para se separar e pior ainda... O site da 1a circunscricao do registro civil das pessoas naturais da capital- RJ e http://cartorioilha.com.br/

25 comentários:

Luciana disse...

Nossa, que negócio complicado. Eu fui e voltei do Brasil e näo fiz isso, e nem achei que fosse tão complicado. Uma brasileira tentou e disseram que ela tinha que procurar um advogado, o advogado disse que custaria 3 mil reais pra pedir esse documento ao juíz, e assim ela desistiu.
Sufoco!
Eu só registrei o meu por que meu passaporte estava vencendo.
Beijo

Carolina Krogedal disse...

Nossa, cada historia que a gente escuta... 3 mil reais??? Eita!!! O processo leva tempo, mas nao custa tao caro... Eu registrei e optei por fazer a transcricao porque queria mudar meu nome, näo so aqui na Noruega como no Brasil tambem!

Marcella disse...

Eu moro na Inglaterra e fiz minha transcrição através do cobsulado brasileiro. Bastou eu enviar uns docs como nossas certidōes de nascimento e de casamento original (casamos aqui na Inglaterra mesmo), preencher uns formulários, pagar uma taxa e pronto. Enviamos tudo pelo correio e só tivemos q ir ao consulado pessoalmente para buscar a nossa nova certidão de casamento brasileira, ou seja, agora temos 2 certidōes, uma brazuca e uma inglesa e nosso casamento é agora reconhecido tanto aqui como no Brasa. Graças a Deus, foi um processo bem rápido e sem estresse. Tudo q eu puder, prefiro fazer junto ao consulado aqui do q deixar pra resolver qdo vou ao Rio. O consulado tende a ser rápido, e na maioria das vezes, sem grandes complicaçōes. Tem certeza q o consulado brasileiro em Oslo tb ñ oferece esse tipo de serviço? Imagino q a maioria dos consulados brasileiros sigam um certo padrão de serviços a serem oferecidos aos expatriados.
Burocracia brasileira é o ó mesmo! Faço de tudo pra fugir dela!
Bjs!

Carolina Krogedal disse...

Marcella, esse processo que você descreveu parece ser o que eu fiz para tirar a minha certidäo de casamento. Minha certidao de casamento Norueguesa + nossas certidoes de nascimento + alguns formularios + taxa + assinatura no livro de registro. Mas depois de ter feito isso tudo, a menina que trabalha no consulado disse que assim que eu fosse ao Brasil era para eu fazer essa tal transcricao... So que eu nao sabia que seria mais burocratico do que tirar a propria certidäo em si. Eu perguntei ao cartorio se com essa certidao eu ja poderia mudar todos os meus documentos de identidade no Brasil, mas a resposta foi que nao, que eu teria que esperar pela transcricao... Você conseguiu renovar seus documentos no Brasil so com a certidao emitida pela embaixada??? Aguardo retorno, Carol.

Carolina Krogedal disse...

hummmmm, olha o que eu achei:

Transcrição do registro de casamento realizado no exterior


http://www.pontodosnoivos.com.br/casamento-civil/transcricao-do-registro-de-casamento-realizado-no-exterior.html

É cada vez maior o número de brasileiros que se casam no exterior e já não é raro encontrar estrangeiros que casam no Brasil. Os casamentos realizados fora do Brasil só são válidos dentro do país se os recém-casados fizerem uma transcrição do casamento que foi realizado no exterior para o Brasil.

Se os noivos forem brasileiros, se casaram e permanecem no exterior, para que o casamento tenha efeitos jurídicos no Brasil, precisam registrar o casamento no Consulado Brasileiro de Jurisdição do local do casamento e posteriormente, fazer a transcrição no Brasil.

Foto: Divulgação

O casamento realizado no exterior precisa ser registrado no Brasil


Foi que explicou o notário e registrador do 2º Ofício Extrajudicial de Nova Xavantina, Marcos Roberto Haddad Camolesi, orientando que o casamento deverá ser legalizado pela Autoridade Consular Brasileira. “Na certidão consular de casamento, constará o regime de bens previsto pela lei local, ou na falta dele, do regime de bens estabelecido pela legislação brasileira”.

Camolesi explicou que no Brasil, o casamento deverá ser registrado no Serviço de Registro de Pessoas Naturais do domicílio de um dos cônjuges. Se não tiverem domicílio estabelecido, deverão fazer o registro no Primeiro Ofício Extrajudicial do Distrito Federal.

O registro do casamento realizado no exterior ou em consulado brasileiro, segundo ele, poderá ser feito a qualquer momento, mesmo que o casal não esteja morando no Brasil.

Ele ressaltou que o casamento passará a ter efeito a partir da data de sua realização somente se a união for registrada no Brasil no prazo de 180 dias, a partir da volta de um dos cônjuges ou de ambos ao Brasil. Se o casal não conseguir efetuar o registro dentro do prazo, o casamento passará a ter efeito a partir da data do registro no Serviço de Registro Civil do domicílio do casal no Brasil.

Se o casal ou um dos cônjuges estiver impossibilitado de comparecer, Camolesi lembrou que o registro do casamento poderá ser feito no Brasil, sendo obrigatória a apresentação de uma procuração com este fim específico.

Para que um casamento civil celebrado no Brasil possa ter validade em um país estrangeiro, são necessários vários procedimentos. Camolesi explicou passo a passo o que fazer.

Para um documento emitido no Brasil, como a certidão de casamento celebrado em um Serviço de Registro Civil das Pessoas Naturais, ter validade no exterior, siga os passos:


1- Informe-se junto à respectiva Embaixada ou Consulado do país ao qual se destina o documento, se o mesmo necessita ser legalizado pelo Ministério das Relações Exteriores. Os endereços das Embaixadas e Consulados estrangeiros encontram-se no site do MRE, no endereço: www.mre.gov.br.

2- Para a legalização de documento junto ao MRE, observe o seguinte:

a) No documento original, é necessário o reconhecimento de firma do responsável pela sua emissão, exceto no caso de documento emitido pelo próprio cartório.

b) A cópia do documento poderá ser legalizada quando reproduzida em cartório e com a devida autenticação, desde que no documento original, a assinatura do responsável pela sua emissão tenha sido previamente reconhecida. Ao apresentar a cópia, esta deverá estar necessariamente acompanhada do documento original respectivo.

c) A tradução feita por tradutor público juramentado de Brasília não necessita de reconhecimento de firma.

d) Entregue o documento no guichê de atendimento da DAC – no Itamaraty, no horário de 10h30 às 12h30 ou encaminhe por via postal para o seguinte endereço:

Marcella disse...

Oi, Carol!
Aqui é Marcella de novo.
Sim, eu consegui mudar o meu nome de solteira para casada só apresentando meu passaporte. Fiz o título de eleitor e o CPF somente com o passaporte (q já tem meu nome de casada). O único q ficou faltando foi a carteira de identidade, mas para esse, eles pediram a certidão de casamento, mas como ñ tinha levado comigo, vou deixar pra fazer da próxima vez.
Qdo o consulado me mandou a versão brazuca da minha certidão de casamento, ninguém falou nada q eu tinha q fazer qualquer outro processo no Brasil e sempre assumi q o consulado provesse todos esses serviços, por isso, fiquei surpresa qdo lí o seu post. Assumo q o q o consulado brazuca aqui na Inglaterra me informou esteja correto, até porque, se eu precissa ter feito algum outro procedimento, creio q ñ teria podido tirar tantos documentos já com meu novo nome.
Essas coisas burocráticas são uma chatisse mesmo. Cada um fala uma coisa diferente e a gente fica perdidinha.
Qualquer coisa, é só falar :)
Bjs!

Jade Cavalcanti disse...

Oi, eu to desesperada. Eu até mandei um e-mail pra professora Grete que você tinha falado em alguns posts atrás. Eu não consigo achar material na internet, e não consigo achar professores e cursos para aprender. Você tem alguém pra me indicar, que possa ensinar noruegues online, ou um outro professor que more no Rio de Janeiro? Você se habilitaria, pra me ensinar algumas coisas? Eu to realmente desesperada ): meu e-mail/msn é: jadecavalcanti@hotmail.co.uk (é .co.uk meeesmo... ^^)

Carolina Krogedal disse...

Muita calma nessa hora Jade! Quando você chegar a Noruega, tempo näo faltara... Vamos por partes... Todo estrangeiro que chega a Noruega tem que ir ao curso de norueguês (fiquei sabendo recentemente que os que tem ingles como lingua materna nao precisam, ou torna-se opcional). Antes tinhamos que cumprir no minimo 300 horas agora säo 600. Ainda que você se dedique muito ao idioma, e tente passar na prova 2 - nivel intermediario (o que eu nao aconselho) para nao ter que cumprir as 600 horas, os exames so se realizam 2 vezes ao ano, em junho e novembro (se näo estou enganada). Infelizmente norueguês näo e uma lingua facil de se aprender como o inglês, o espanhol ou o frânces... Os mais dedicados levam em media 2 anos para passar no ultimo nivel de fluencia, o Bergenstest. Eu estou na Noruega a 3 anos, e ainda nao criei coragem para fazer o exame. E por ter um pouco de perda auditiva eu tenho muitos problemas para entender... Eu nao consigo diferenciar muito bem "mEG", "i", "y" e a letra J em "MaJ", eu pronuncio tudo como "i" pq eu posso perceber que ha uma ligeira diferenca, mas nao consigo identificar exatamente para poder imitar o som... (e eu tenho um pouco de vergonha de pedir ao meu marido que repita os sons mais de 3 vezes, me sinto uma retardada...) a entonacao das palavras tb pode mudar significados... Infelizmente eu ainda nao tenho capacidade de ensinar a ninguem... A verdade e que a lingua norueguesa e dificil ate mesmo para os noruegueses... Nessa Pascoa eu nao trabalhei e passei junto com a familia do meu marido. Eu aproveitei pra ler o livro da minha musa Maria Amelie... Claro que tem muita palavra que eu preciso consultar no dicionario, e isso as vezes cansa... ai eu perguntava a familia do meu marido... eles vinham checar meu livro (talvez eu podia estar lendo errado), mas nao, eles realmente nao sabiam o que significava... Isso aconteceu umas três vezes... Pois e meu povo, os dialetos tb podem ser uma M... Jade, e muito bom estudar o noruegues antes, mas sem desespero... como diriam os noruegueses: Ting ta tid! Ja tentou ligar para o consulado? De repente eles podem te indicar algum professor ou algo assim...

Anônimo disse...

Olá Carolina,

Procurando coisas que pudessem me esclarecer um pouco, encontrei o seu espaço aqui e percebi que vc pode tirar algumas dúvidas pra mim. Meu noivo é noruegues e vamos nos casar no fim do ano na Noruega, estou no Brasil e quasero saber se eu preciso validar no ITAMARATY e consulado as minhas certidões, tanto de nascimento como de solteira. Porque eu moro no Nordeste e se for assim terei que ir até Brasília, pq pelos correios a declaração passará da validade aqui. Desde já, lhe agradeço.
Maria.

Carolina Krogedal disse...

Oi Maria! Os meus papeis nao passaram por Brasilia, resolvi tudo pelo Rio de Janeiro...Mas olha o que o site do consulado da Noruega diz:

4. Eu vou me casar na Noruega com um(a) cidadão(ã) norueguês(a). Quais são os documentos que eu preciso?


Além da "Certidão de Nascimento", Você tem que ter um certidão do estado civil e um passaporte válido. A Certidão de Nascimento e o certidão do estado civil precisam ser leglizados pelo ITAMARATY e a Embaixada da Noruega em Brasilia. Os documentos devem ser traduzidos para inglês ou norueguês por um tradutor juramentado. Observe que o certidão do estado civil normalmente só vale por 3 meses.

(Aplica-se desde dezembro 2007. Observe que as regras podem ser alteradas. Para maiores e mais atualizadas informações, consulte o site do Diretório Norueguês de Imigração - UDI (em inglês)

O site do consulado: http://www.noruega.org.br/Embassy/FAQ/perguntas-frequentes/#4


Alem disso tudo, eu ainda te recomendaria tirar um certidao de antecedentes criminais na Policia Federal, para alguns empregos vc talvez possa precisar dela :-)

Mas o ideal mesmo e ligar para a embaixada da Noruega no Brasil para se informar melhor... o povo la e meio mal humorado, mas pelo menos tiraram todas as minhas duvidas... :-)

Eu tenho duas amigas de Natal, uma teve que ir a Brasilia, e a outra diz que conseguiu resolver tudo por Natal... agora eu nao sei... Eu consegui resolver tudo pela minha cidade...

multikolorida disse...

Eu também estou buscando informações sobre documentação para casamento e residencia, e acompanho o blog desde que eu e meu namorado decidimos casar, sem data marcada ainda.
No entanto já estamos pesquisando pra nao ficar tudo pra ultima hora.

Em relação ao idioma, tenho feito o curso online do livemocha.com , timidamente, para acostumar com a pronuncia e os sons das palavras.

Uma pergunta, para não ter que fazer a transcrição da certidão de casamento, eu posso optar por casar duas vezes, uma no Brasil e outra na Noruega?

Beijos a tod@s

Julianna

Carolina Krogedal disse...

Oi Julianna! Desculpe a demora em responder, mas e que eu nao estou tendo tempo quase pra nada ultimamente. Eu nao tenho certeza, mas acho que voce nao pode se casar duas vezes (pelo menos nao no cartorio). P/ confirmar, vc pode mandar um email p/ embaixada do Brasil em Oslo, eles certamente saberao te responder (consular@brasil.no)... Eu acho que casar duas vezes da muito mais trabalho que fazer a transcricao. O que eu acho que e legal de se fazer e casar no Brasil no religioso e aqui na Noruega no cartorio (nao necessariamente nessa ordem). Meu marido e eu ainda queremos casar no religioso no Brasil, mesmo tendo nos casado no religioso na Noruega. Vai entender... ;-)

Pentelha disse...

Ola Carolina eu me chamo Regina e moro na Suiça! Primeiro de tudo queria te parabenizar pelo o teu blogg, ele è simplismente demais. Eu o achei por acaso, mais agora estou sempre dando uma olhadinha, você consegue se expressar muito bem, e acima de tudo ainda consegue ajudar muita gente. Parabens.
Um abraço.

Carolina Krogedal disse...

Obrigada Regina, 'e sempre um prazer ajudar :-)

Anônimo disse...

Ola Carolina me chamo Poliane e gostaria de uma informacao de possivel,eu tenho um namorado Noruegues estamos pensando em casar este ano no Brasil no Civil e Religioso sera que casando somente la depois posso fazer a transicao aqui vc sabe como funciona obrigado dez de ja

Carolina Krogedal disse...

Oi Poliane! Comigo foi assim:

Casei na Noruega, no religioso e civil.
Mudei meu nome para o de casada na Noruega.
Registrei meu casamento e renovei meu passaporte com o novo nome na embaixada.
Recebi minha certidao de casamento feita pela embaixada.
Como recebi instrucao na embaixada para transcrever meu acasmento assim que pusesse os pes no Brasil, assim o fiz.
;-)
Agora casando no Brasil eu nao sei como e exatamente... vou mandar uma mensagem para uma amiga que casou no Brasil... se ela lembrar como fez eu posto aqui! :-)

Anônimo disse...

OLÁ! Percebo quemuita gente deseja ter uma vida na noruega, casar-se, dentre outros. Tenho um relacionamento de 5 anos no Brasil, com um brasileiro, e numa viagem a Noruega conheci um noruegues, ou melhor, nossas familias são amigas a mais d 10 anos. Nos apaixonamos perdidamente, no primeiro olhar. Hoje me pergunto se vale a pena abrir mão do meu relacionamento, do meu trabalho, país ara viver na Noruega! Uma dúvida que me atormenta dia a dia!

Carolina Krogedal disse...

Não será uma escolha fácil... Eu não estava trabalhando quando vim para cá, o que fez a minha decisão um pouco menos difícil. E eu sou meio suspeita para falar. A única coisa pela qual tive que esperar muito na Noruega foi pelo meu visto, que não dependia de mim. Todo o resto aconteceu muito rápido, o aprendizado da lingua, a primera fonte de renda, depois o primeiro emprego, amizades... E eu tenho um marido que é mais que 100%, ele é 100000000%. A boa noticia é que tudo pode dar certo pra você também... A má noticia é que pelo que eu tenho visto, suas chances são 1 em 5. A maioria das brasileiras que conheco ainda está INFELIZMENTE cortando um dobrado... Algumas levam 4 ou 5 anos só pra comecar no mercado de trabalho, e ter só um dos cônjuges trabalhando na Noruega é economicamente um desastre. Muitas meninas estão literalmente aguardando o visto permanente para se separar, por causa das crises conjugais. Outras já estão morando sozinha com os filhos, mas recebendo ajuda do governo (o que acredite em mim, é uma coisa humilhante, eu sei pq fiz um cursinho remunerado pelo estado e me fizeram sentir como um "parasita mamando nas tetas do governo"). E quanto ao país... Eu não sou a fã número 1 da Noruega (tampouco deixo de gostar). Se eu pudesse descrever a Noruega em um filme seria "A familia buscapé", tipo, caipiras que acharam petróleo bruto no quintal. Também acho que é um país extremamente envelhecido com poucas opcões de lazer para criancas e jovens. Por outro lado gosto das coisas que a Noruega me proporciona. Jamais ganharia o que ganho sendo professora de espanhol no Brasil. Jamais teria tantas amizades de diferentes partes do mundo como tenho (mergulhar na cultura deles é uma dádiva). Jamais teria a oportunidade de viajar tanto e ver a beleza e o mistério de outros países como tenho agora. Jamais me sentiria tão exotica e "única", como o povo daqui me faz sentir (cachos são "ouro"), rsrsr... Obviamente sinto falta de casa, mas não tenho planos, (por agora) de voltar... Mas você tem que pensar bem direitinho nos prós e contras da sua vinda... Como todo país, a Noruega tem seus pontos altos e baixos, a questão é... Está disposta a encarar?

Fernanda disse...

Oi Carol achei seu blog em uma busca que estava fazendo pela transcrição de casamento, e caiu como uma luva!!!Por sinal, vou fazer no mesmo cartório q vc fez(minha mãe mora na Ilha do Governador-RJ),mas tenho uma pergunta, vc e seu marido reconheceram firma para fazer o requerimento ao juiz? Pq no site do cartório é exigido a firma reconhecida dos cônjugues.Bjssss

Carolina Krogedal disse...

A firma do meu marido não foi reconhecida, até pq ele nem foi comigo nessa viagem... A minha foi reconhecida se eu me lembro bem... mas as leis podem ter mudado, é melhor ligar e perguntar ao cartório! ;-)

dalexsandra disse...

ola eu vou casar na noruega e tenho o sequinte documentos certidao de nascimento .certidao que diz que nao sou casada passaporte em dia . fui informada que devo ir ao itamaraty para reconhecer esses documentos .eu preciso levar algum documento do meu noivo ...ou so o meu ja que eu vou casar la ....onde eu traduzo esses documentos .tambem tenho filhos que quero levar comigo o pai ja e falecido tenho todos documentos em dia dos meus filhos .eles vao traduzir o deles tambem ...desculpa a falta de pontuaçao esse pc e importado heheheh nao me entendo muito com ele ...obrigado se puder me ajudar .

Carolina Krogedal disse...

Ola Alexsandra! Aparentemente o processo mudou um pouco desde que me casei... Parece que agora eles tambem estão pedindo um atestado da policia... Vc tem que traduzir seus papeis em um tradutor juramentado. Mas para maiores informacões o ideal seria ligar para o telefone da embaixada norueguesa no Brasil!

DayCris disse...

Olá, Carolina, estou precisando muito que você tire algumas duvidas que tenho. A primeira é que estive na Noruega no período de 3 meses estipulado para ficar na Europa sem o visto e voltei ao Brasil a pouco dias e eu e meu namorando resolvemos que queremos nos casar, pois estou gravida, entao gostaria de saber se eu posso retornar a Noruega com todos os documentos necessários e me casar lá mesmo, mesmo eu já tendo cumprido o prazo máximo de 3 meses que eu tinha para estar no país, e como faço para agendar com o Itamaraty para levar meus documentos para serem legalizados? Desde já agradeço a oportunidade de contato...fico no aguardo se voce puder me ajudar.

Daniele Santana disse...

Ola Carolina, adoro seu blogg e o acompanho desde de quando estava no Brasil. Eu vejo que voce tenta Fazer o maximo para esclarecer todas as duvidas. Nao sei se e por que ja estou cansada de tanta burocracia ou se nao prestei atencao (embora tenha lido muitas vezes)se esse for o caso me perdoe. Ja estamos com a passagem de volta ao brasil comprada e parece que a lista de documentos cresce a cada dia. Minha duvida e a seguinte: Me casei aqui na Noruega e estamos voltando pro Brasil para morar por alguns anos, nao quero passar perrengue la por falta de documentos, entao, você acha que eu levando todos os documentos que temos apenas carimbados na embaixada eu consigo resolver la no brasil? os documentos que vou levar a Oslo sao os seguintes:
certidao de casamento
certidao de nascimenta modelo completo de ambos
særeie
certidao de antecedentes criminais dele
documento de identificacao e copia do passaporte dele. Tambem sou do Rio e ja nao posso reclamar mais da burocracia carioca rsrs

CK disse...

Daniele... Faz muito tempo que levantei toda essa papelada, infelizmente já não me lembro... Mas é fácil saber se está tudo em ordem, eu perturbava a embaixada da Noruega no Brasil...ligava muito, pra não faltar nada ;-)

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)