28 de fevereiro de 2011

Fala Noruega, as origens...

A Maria de Fortaleza é a inspiracão desse tópico em que falarei um pouquinho sobre a criacão do blog "Fala Noruega". Antes de mais nada eu queria dizer que as únicas coisas que me vinham a cabeca sobre a Noruega antes de morar aqui eram "muito frio" e "bacalhau". Eu fiquei admirada com a minha enquete quando vi que a maioria simplesmente quer vir por vir... Assim como eu morro de amores pelo meu time de futebol FLAMENGO, tem gente que é apaixonada pela Noruega, amor e admiracão que não se explicam ;-)
Eu deixei o Brasil por uma motivacão muito grande, eu fui atrás do homem que eu escolhi para ser pai dos meus filhos e tenho sim planos de envelhecer do lado dele. Eu jamais posso dizer que fui forcada a vir, e deixar tudo p/ trás, isso certamente foi uma escolha. Mas eu também me acho no direito de ficar triste e com saudades de casa, ou de reclamar quando o tempo está ruim, ou quando estou cansada e doente. Me permito até dizer que não tenho pretensão de viver na Noruega até os restos dos meus dias, até pq meu "espirito cigano" não me deixaria em paz. Eu sou um ser humano, e esconder o que estou sentindo para agradar A,B ou C não está e nunca estará nos meus planos. Carolina Krogedal: Ame ou a deixe em paz!
Mas continuando a história, o momento da criacão foi em 2008, no meu primeiro ano de Noruega, devo confessar que o motivo da criacão do blog não foi nada nobre, foi uma amiga minha que sonhava em fazer dinheiro com anúncios... tipo: Vai Carolina, abre um blog, se ele ficar popular você pode colocar anúncios e ganhar uma grana... a pertubacão foi tanta que o "Fala Noruega" nasceu. Mas eu nem entrava, não postava nada, criei mesmo só p/ minha amiga me deixar em paz. O blog só ganhou vida por causa da minha sogra. Vocês tem que de uma vez por todas entender algo sobre os noruegueses, eles são uma pessoa antes de beber , e outra completamente diferente depois que bebem (em 99% dos casos). O meu marido não se altera em nada, mas bebe MUITO, outros ficam super ultra comunicativos e risonhos, mas no caso da minha sogra, infelizmente a bebida serve como um encorajador para falar coisas desagradáveis da forma mais deseducada possível (gente minha sogra muda da água p/ vinho, pq sóbria ela é uma mãe p/ mim), por isso eu odeio bebida e sempre vou odiar. Continuando... num desses jantares de familia eu mencionei que tinha o desejo de me mudar p/ um lugar mais quente quando tivesse filhos e tal, pq as criancas na Noruega são muito presas por causa da condicão climática e tals... Eis que minha sogra levanta o tom de voz: Você foi muito idiota de ter vindo para a Noruega sem saber nada sobre ela. Eu ia responder: Eu me casei com o seu filho, não com o seu país, mas discutir com gente bêbada é perca de tempo. Mas no fundo no fundo, ela estava certa... Por isso o blog ganhou nova vida, decidi escrever sobre o que os meus olhos e ouvidos registram todos os dias, para que ningúem cometa o mesmo erro que o meu. Venha preparado(a)! Não se iluda! E não seja tão alienado(a) quanto eu fui.

Um comentário:

Mah disse...

Concordo totalmente com o que vc disse sobre conhecer o lugar e coisas afins, Carolina. Não tem nada pior do que "surpresas desagradáveis", digamos assim. Como vc falou também no post, tem coisas que a gente não consegue explicar, simplesmente sente e sente-se atraída, uma espécie de ligação que vc não sabe de onde vem. Tenho um colega virtual, de Bergen, e as vezes teclando com ele, consigo "enxergar" algumas das características do povo norueguês que vc tão bem relata por aqui, Carolina. Adorei o post :)

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)