6 de novembro de 2011

Um sentido de "familia" completamente diferente do nosso...

Eu não quero ser uma daquelas criaturas insuportáveis que na hora que a M* ocorre diz alguma coisa do gênero... Eu já sabia ou eu avisei, mas... EU JA SABIA!!!! ha ha ha

Matéria do jornal VG do dia 04.11-2011

Segundo uma pesquisa realizada pelo instituto norueguês de pesquisa do bem-estar de jovens e idosos NOVA, os noruegueses são os que apresentam o menor interesse/desejo em cuidar dos familiares mais idosos (lê-se pai e mãe), entre os países europeus pesquisados.

Culturamente no que diz respeito a familia, somos muito mais semelhantes aos países mediterrânicos do que aos escandinávos. Na minha humilde opinião, essa cultura de independência a qualquer custo pelos noruegueses tem consequências desastrosas... Pq isso de certa forma impele jovens de 18 anos (que na grande maioria não tem maturidade suficiente) a sairem da casa dos pais,  e faz com que os idosos se tornem se vejam  como um estorvo para os filhos, preferindo muitas vezes o isolamento.

Aproximadamente 87% dos noruegueses acreditam que o cuidado com os idosos é dever único do estado, ou seja, eles não se sentem obrigados a adaptar suas vidas para "cuidar" dos pais já idosos... Isso quer dizer que quase 90% dos noruegueses não vai pensar nem duas vezes antes de colocar os pais em um asilo, e esquece-lo lá lembrando que em países como Franca e Alemanha a porcentagem está na casa dos 70%. Ops... parando p/ pensar, os alemães não são tão frios assim, 1/3 ainda dá valor aos pais... ;-)

Senta que lá vem a história...

Pois é gente, eu vejo MUITA brasileira enviando o suado dinheirinho que elas ganham aqui , para os pais no Brasil... Eu não envio grana pq meus pais não precisam, mas sempre que vou ao Brasil levo a mala cheia de presentes, sem falar que eu tô sempre ligando p/ mamis p/ saber como ela tá. Essa é a nossa cultura, cuidar daqueles que se dedicaram integralmente a nós no passado. Mas assim que eu cheguei eu vi uma coisa I-N-A-C-R-E-D-I-T-Á-V-E-L. Eu não lembro se eu já postei isso aqui ou não, mas agora vou postar sem dar o nome dos santos.
Era uma vez uma noreguesa A, já na casa dos 80 anos, praticamente CEGA que mora sozinha. Ano passado essa senhora quase colocou fogo na casa por ter posto o seu óculos acidentalmente em cima de uma vela. Essa senhora tem ho e uma filha, o filho da puta* deu um par de raspadinhas p/ ela no Natal (eu já mencionei que ela é praticamente cega e que portanto é incapaz de ver aqueles números minusculos da raspadinha?). A outra é mais dedicada, visita, leva ao medico, mas mora com o marido em uma casa enorme com 5 dormitórios. Se minha mãe fosse cega, e tivesse quase posto fogo na casa e nela própria... cara, ela viria morar comigo nem que fosse AMARRADA! Ai Jesus, só de pensar nisso já me deu calafrios... Deixa eu ligar p/ minha véia, ela vai me xingar pq ainda são 7 da matina lá... Já volto...

Continuando... Pelo que há de mais sagrado... alguém tem de concordar comigo que há algo errado nesse estilo de vida deles, no que diz respeito a familia... Ou será que minha forma de pensar já esta antiquada, e que o certo mesmo é cada um por sí e Deus por todos? Será que esse é o preco a ser pago por uma sociedade muito desenvolvida? Acho que o pior destino que alguém pode ter é ficar completamente sozinho no fim da vida, especialmente se você foi uma pessoa boa, durante toda a sua vida. Sei lá, é uma parte da cultura deles que ainda me choca bastante.

10 comentários:

Carolina disse...

Carol, eu tambem nao acho legal esse modelo familiar que parece ser o da maioria aqui. Tambem fico chocada.

Bete Strøm disse...

Eu também fico chocada, não consigo me acostumar, eles são independentes demais...
A mãe do meu ex (falecida a um mês. Que Deus a tenha). Vivia sozinha usando aparelho de oxigênio, eu achava um absurdo! Mas ela preferia mesmo viver sozinha, eles são criados para serem independentes.
Estranho, mas em certas fases da vida, acho que é até melhor.

Adriana disse...

Oi Carolina eu leio seu blog sempre, mas nunca comentei (na real seu blog me ajudou horrores quando estava vindo pra cá, OBRIGADA). Então a respeito do post, eu fico indignada com a falta de interesse nos pais q eu vejo por aqui. Meu namorado é uma lastima com a mãe dele. Eu estou indo para o Brasil agora só de visitinha, mas a "sogra" já me falou "Vc não pode ficar lá, tem que voltar, só vc me visita eu preciso de vc". Fico maior chateada e ela é uma senhorinha toda fofa. Eu me acabando aqui de saudades da minha familia. Certas coisas não dá pra entender mesmo.

Melissa disse...

Idem. Também fico chocada com as coisas que vejo e ouco aqui por essas bandas quando se trata de idosos.

Carolina Krogedal disse...

Na verdade, na verdade acho que o abandono e/ou isolamento dos idosos, é um reflexo dessa cultura da "independência" em que as criancas são introduzidas desde cedo. Uma cena que me chocou muito, foi a de um bebê, eu acho que não devia ter mais de um ano (sou ruim p/ ver idade de criancas), mas tipo, "comendo" batata, com um garfo, e nitidamente enfiando o garfo na garganta... fazendo até aquela carinha de ânsia de vômito... E a mãe nem aí, no maior bate papo... JESUS, eu usei colher até não sei em que idade, minha mãe me deu comida na boca nem sei por quanto tempo (até pq eu odiava comer, rsrsrrs, bons tempos kkkkkkkk)Será que é a gente que é mimada demais? Toda vez que eu passo pela creche que tem aqui perto de casa meu coracão fica na mão... Eles deixam as criancas fazerem tudo, brincarem em qualquer lugar, subir em qualquer lugar... Me dá nervoso ver, por isso tento passar o mais rápido possível pelo local (sem falar que tem pouca assistente P/ vigiar as criancas). Loucura, loucura, loucura...

Ticiane disse...

Eu estava conversando com meu marido sobre isso .. nao quero que meu filho ou filha com 16 anos mude de casa porque precisa estudar em outra cidade .. eu acho isso um absurdo, no brasil com 16 vc eh uma crianca ainda !! bom pelo menos eu era, minha mae me levava pra danceteria e me buscava ou a mae de alguma amiga, nao sei se quero criar meus filhos por aqui, o abuso de drogas e alcool eh muito grande e pode ser que seja por isso, as criancas nao tem maturidade o suficiente para arcar com todas essas responsabilidades e acaba se endividando e fazendo besteira!!

Carolina Krogedal disse...

As vezes eu fico pensando nisso também Ticiane... Vejo muitas meninas trazendo os filhos p/ Noruega, por medo da violência ou pensando no bem estar econômico... Mas as vezes fico pensando o que é pior, perder seu filho fisicamente ou espiritualmente... Drogas, bebidas,promiscuidade, é tudo um refúgio dos jovens p/ compensar o vazio que eles sentem por dentro... Tenho muito medo de ter filhos aqui... Serei capaz de manter os lacos fortes??? E os exemplos??? Meu marido e os familiares deles bebem um pouco mais do que eu gostaria, como dizer ao meu filho que esse comportamento é inaceitável??? Estarei só nessa luta, serei capaz de orientá-los? São tantas dúvidas...

Daniela Pedrinha disse...

Eu sou suspeitíssima para falar pq eu mando praticamente meu dinheiro todo para minha mãe no Brasil e antes de vir morava com ela.

Isso é uma coisa que NINGUÉM nesse mundo vai mudar em mim, eu já estou ausente, nunca vou deixar de cuidar dela, ainda que á distãncia, com essa ajuda financeira que dou.

Meu marido no começo ficou pau da vida, não entendia e de vez em qdo ele diz que se ela não pode controlar os gastos dela eu tenho que rever a quantia que mando e mandar MENOS. Vê se pode? Já falei que isso é assunto meu e ele não decide quanto e quando eu mando.

Fico chocada com o jeito como os noruegueses tratam os idosos, seus pais e avós.. de que adianta ser uma sociedade evoluída em alguns aspectos e atrofiada nessa questão? Avisem para eles que no céu (e no inferno) não tem banco e a moeda de maior valor por lá são os nossos sentimentos e ações.

Ótimo post queridona. Bjs

Hernandes disse...

Olá Carol!
Sempre que faço visitas aos Site noruegueses, encontro vc pacientemente relatando o sue cotidiano para aquelas pessoas que simultaneamente paciente leiam e comentam. O que eu gosto em ler os seus assuntos, tem haver com a forma como vc os expõe. É uma maneira diferente de nos deixar informados. Parabéns.

Postador disse...

acho que se os nossos pais cuidaram da gente nos devemos cuidar deles.

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)