21 de novembro de 2011

"Armadilha de luxo"


O que acontece quando noruegueses decidem levar a vida luxuosa que os brasileiros acham que eles tem?

LUKSUSFELLEN (Armadilha de luxo) - É um programa transmitido pela tv3 Norueguesa. A Dinâmica do programa é a seguinte, pessoas alienadas que gastam mais do que tem, e consequentemente fazem um rombo na economia familiar pedem ajuda aos economistas que fazem parte do programa. A menor divida que eu vi foi de 200 mil reais...

No programa de hoje (que é uma reprise do ano passado) o carinha se endividou literalmente por levar uma vida "a la carioca", ou seja, saia p/ encontrar os amigos todos os fins-de-semana.

Asgeir Ingebrigtsen trabalha com programacão de computadores e tem uma renda de uns 14 mil reais por mês (neto), e pelo o que vi no programa ele trabalhou no Brasil, mas especificamente no Rio de Janeiro (aparecem fotos da cidade do Rio de Janeiro e posteriormente fotos dele em uma plataforma). E ele diz que de certa forma adquiriu os  "maus" hábitos de consumo quando trabalhou no exterior.... (lê-se Rio de Janeiro)

"Egentlig er det vel en følge av utenlandsopphold som har gitt dyre vaner, men jeg har ikke noe spesifikt tidspunkt å komme med for når det hele startet, sier Ingebrigtsen til Side2".

Pois é gente, quem deseja vir p/ Noruega tem que abrir mão de alguns "velhos hábitos" e alguns confortos, como por exemplo...

*Salão de beleza- Não chegue aqui sem saber fazer sua própria barba, cabelo e bigode p/ ver o que te acontecerá. Eu não tive grandes problemas pq sempre fui uma Fiona, então p/ mim tanto faz... Mas as super, ultra vaidosas, que não sabem fazer nada por conta própria, ahhhhhhhh essas sofrem demais... Ninguém é tonto de pagar os olhos da cara, e por uma coisa mal feita ainda por cima...

* Sair todo fim de semana p/ beber em um bar com música ao vivo com os amigos ou sair
todo fim de semana p/ ir ao cinema e comer uma pizza, ESQUECA! A Noruega como todo país frio tem problemas com bebidas, então eles colocam o preco das bebidas quase no céu,só de imposto, o que de certa forma reduz um pouco o consumo, e música ao vivo vc só encontra em Oslo, e feita por brasileiros. Comer fora também é MUITO caro... Uma vez por mês quem sabe...

*Fazer as "compras do mês". Assim que eu me mudei eu queria matar meu marido, íamos no mercado todo santo dia!!! Eu não entendia, achava que era um passa tempo dele. Depois eu vi outros noruegueses com o mesmo hábito... ai caiu a ficha... A comida é tão cara que eles não querem correr o risco de desperdicar nada... Então eles vão no mercado compram aquilo que vão precisar no dia e assim não correm o risco de jogar nada fora. Você praticamente nunca vai ver uma familia com o carrinho lotado ou com dois carrinhos como minha familia fazia no Brasil... O trabalho é bem maior, mas não há desperdicio... E teve amiga que já me revelou que o marido controla 100% o que elas colocam no carrinho... afffssssss.

*Taxi. Eu moro basicamente a meia hora de Oslo, eu poderia tomar um taxi p/ curtir a vida noturna na cidade, mas da última vez que cometemos a loucura de pagar um taxi p/ voltar p/ casa, pagamos quase 400 reais por esses 30 minutos (e isso foi ha uns dois anos)... Tipo quase não deu p/ aquecer o banco... A opcão mais barata seria ficar hospedada em um hotel, mas a diferenca seria pouca. A terceira opcão seria dormir na casa de alguma amiga, mas os apartamentos no centro de Oslo são tão pequenos, que eu não me sinto nem um pouco confortável em aceitar um convite p/ dormir.

*Faxineira 3 vezes por semana? Isso sim seria um grande luxo... Mas ai vc teria que praticamente dar o seu salário para a dita cuja, e ainda correr o risco de ser roubada.

*Babá. O que???? Tá louca? Quem pariu Mateus que balance o berco. Fique feliz se a sua sogra olhar as suas crias  uma vez a cada três meses, pq a maioria não o faz.

*Plano de saúde... Nem os endinheirados pagam pq é tão caro!!!! Seu destino será o servico público, onde o tempo de espera pode ser tão grande quanto os da fila do SUS. E a qualidade dos médicos é... Deixa p/ lá... Mas esse é o único "luxo" que eu realmente sinto falta... quanto ao resto eu até já me adaptei...

*Comprar roupas de marca... Isso é até possível, mas ai vcs terão que fazer como um amigo meu da Costa do Marfim, ele trabalha todos os dias de segunda a segunda, em duas empresas. Só tira férias uma semana em todo o ano. Ele só anda de roupa de marca (sinceramente se me perguntar é um pouco demais, parece uma árvore de natal ou garoto propaganda da Dolce & Gabbana, até bolsinha ele carrega).
Meu conselho é... Esqueca o "luxo"! Comece a praticar... Quando os amigos no Brasil te chamarem p/ sair toda sexta, sábado e domingo. Negue, negue e negue. Talvez vc seja taxado como anti-social, mas estará totalmente adaptado a vida na Noruega... ;-)

E não se deixe enganar por essas brasileiras que vão de férias ao Brasil cheias da grana. Uma me disse uma vez: Enquanto na Noruega, você nunca me vê em shopping, e quando vou só como no burguer king (o lugar mais barato p/ se comer) guardo todo centavo. Mas quando vou ao Brasil vivo como uma princesa. Muitas brasileiras mesmo vivendo aqui por muitos anos, conservam essa mentalidade de "mostrar que tem", mesmo não tendo nada... Valha-me Deus! Como elas se torturam... :-(

Gentemmmmmmmmmmm de uma vez por todas, tem uma diferenca entre ter uma vida boa e ser rico!!! Noruegueses não são ricos, simplesmente tem uma vida digna na sua grande maioria!!!!!


11 comentários:

Larissa disse...

Carol,
Você disse tudo! Aqui ou se economiza ou então ficamos individados. Sou regrada com compras de supermercados tb, restaurante quase nunca, cinema conto de dedo tb. Livros, tem-se biblioteca, sempre tem como economizar. Mas sempre vai existir gente alienada. Lembro de uma vez que entrei num certo lugar, havia uma brasileira, ela me olhou de cima a baixo reparando minha roupa (eu estava vestida normalmente, como todos se vestem, mas sem algum luxo). E me lembrei logo de quando morava no Brasil, episódios como esse sempre aconteciam alí. Principalmente nas lojas do shopping.

Beijo

Carolina Krogedal disse...

Eu tenho uma amiga que sempre sonhou com luxo, e achou que tinha encontrado o "homem da vida dela" só pq o cara gastou "rios de dinheiro" com ela em Búzios... Que grande decepcão a bichinha não teve, pois até aparar pelo de ovelha ela já fez por causa dele... ha ha ha.

Larissa disse...

Eu já ouvi também muitas histórias parecidas. Os norugas estouram no cartão de crédito quando vão para o Brasil, e as coitadas caem na isca. Inocência sem tamanho. Depois chegam aqui e se decepcionam. Mas também tem muito norueguês discarado, sabem fazer o papel melhor do que ninguém né.
Achei legal você frisar sobre isso no post, muitas acham que aqui existem príncipes encantados esbanjando ouro e diamantes.

Ticiane disse...

Concordo plenamente com esse post!! Eu vou ao mercado 1 vez por semana porque moro um pouco longe da civilizacao ..heheh mas sempre compro coisas pra colocar no freezer assim nao stragam, agora em relacao ao sistema de saude .. infelizmente eh muito triste que um pais com tanto dinheiro que nem esse tenha um sistema de saude tao falido!
na ultima vez que liguei pro medico pra dizer que estava com uma dor no ouvido e que estava um zumbido estranho .. ela riu e disse nao se preocupe, isso nao eh nada, eu disse ok entao o que eh? a FDP respondeu nao sei,mas nao se preocupe .. ai eu disse se vc nao sabe o que eh como sabe que nao eh nada??? ela riu pqp .. fiquei muito nervosa .. a unica coisa que eu queria era um horario com o medico. acabei nao indo .. tive infeccao na gargarta e ouvido .. pelo menos no brasil eu poderia ter ido ao hospital publico e mesmo que fosse esperar um tempo ainda sim seria melhor do que ser atendida por uma medica russa que provavelmente nao foi boa o bastante pra trabalhar no pais dela e veio pra ca aonde eles contratam qualquer um por falta de profissionais!

Carolina Krogedal disse...

Ticiane, eu já recebi diagnóstico por telefone também... E eu falei é ESTÔMAGO pq esse é meu calcanhar de Aquiles, a mulher disse que eu estava com virose e me mandou tomar coca-cola e biscoito salgado, PQP, hein??? Troquei de médica, pq pela lei vc pode trocar de médico 2 vezes por ano, só ir no site da NAV. Pois bem, mudei p/ um médico norueguês razoável (tá eu gostei dele pacas), mas aí fui ligar p/ marcar uma consulta, e descobri que não faco mais parte do quadro de pacientes dele... EU MERECO, agora marquei consulta com um médico qualquer... e só pude agendar p/ daqui a 3 semanas... BARALHO*

Marcela Orsini disse...

huaihiauhiau CHorei de rir do seu amigo árvore de natal da Costa do Marfim. Trabalhei com uns assim e também eram africanos. Tinha um que se enchia de perfume da dolcce gabana para trabalhar. Antes dele entrar no lugar já sabia que ele estava chegando... ô querer aparecer hein... Mas pelo visto eh cultura deles se vestir de grifes e acabam ficando estereotipados, porque norueguês mesmo não se veste assim. ( eu nunca vi).
Agora falando em despesas, nós costumamos comer fora sim, pelo menos umas 2 vezes por mês. Meu truque é não tomar bebida alcólica no restaurante, pois eles metem a mão... Ficamos na pepsi max mesmo, e vinho bebemos em casa! Aqui em Oslo tem um restaurante indiano delicioso pertinho da central station... Fomos lá umas 2 semanas atrás, foi uns 180KR por prato. Agora já fomos em restaurantes noruegueses e pagamos bem mais que isso por uma comida que eu cozinho melhor em casa... Conclusão: parei com eles.

Carolina Krogedal disse...

Marcela para muitos ir em um restaurante jantar e não beber um "goró" é como ir a um puteiro e pedir um abraco...rsrsrsr. Eu não bebia no Brasil então p/ mim uma coca-cola cai bem com tudo. Eu também dou preferência a restaurantes estrangeiros pq a comida é muito melhor, e BEM mais em conta. O problema é que o meu maridinho é grande, basicamente em todas as dimensões, he he he, e sempre pede o maior prato, ou dois, três pratos... Então... mas hoje em dia já podemos sair com um pouco mais frequência, pq tanto eu quanto ele trabalhamos muito mais do que deveriamos, então podemos fazer umas "gracinhas" as vezes.
Mas as vezes eu paro e fico pensando na vida que teria no Brasil... Quando fui estagiária comia fora todos os dias... principalmente em churrascarias que eram as "meninas dos meus olhos", agora eu tô levando MARMITA, pasme, MARMITA p/ trabalho... logo eu, que sou super hiper chata com essa coisa de comida requentada :-( Mas pagar 54,50 coroas por uma fatia de pão de forma, com uma folha de salada e camarão por cima, com um limão decorativo, não está nos meus planos... E olha que eu como funcionária pago só 50%, pois o preco original é 109 coroas, ou seja, mais de 30 reais :-( Tô fora!

Anônimo disse...

Há algum tempo atrás (antes de começar a ler blogs de brasileiros na Noruega)eu era uma destas iludidas que pensava que a Noruega era o paraíso na terra.
Eu sei bem como é quando gente "morta de fome" vai pra fora e axa que não pertence mais a categoria "mortal". Tenho amigas que foram pros States e quase faliram os maridos no primeiro ano comprando casa nova, conversível vermelho e anel de brilhante. Dificil era ter que aguentar o exibicionismo, sem falar que depois de 6 meses já falavam com om sotaque gringo quase impossivel de se entender. Resultado, depois de algum tempo a esbanjação pesou tanto que tiveram que vender tudo pra pagar as contas.
Acho que todo brasileiro devia fazer um estágio na Noruega pra aprender a cuidar bem do que tem, a não desperdiçar comida, ter os pés no chão e parar de julgar as pessoas pela etiqueta da roupa e "cositas" como estas.

Marcela Orsini disse...

Carol, 109 coroas por esse sanduichinho foi demais... Nego viaja na maionese, não sei como alguém compra isso!

Senhora anônimo, tem muitos noruegueses que ganham muito bem e por conta disso as esposas brasileiras não tem a menor pena de gastar o dinheiro deles. Conheco dois casos. Uma delas, joga biscoito fora estando o pacote metade cheio porque segundo ela, não vai guardar um pacote de biscoito aberto. Joga roupas fora também, às vezes nunca nem foram usadas.
Já vi muita gente que esqueceu de onde veio e perdeu a nocão de realidade. Até meu marido que é norueguês ficou chocado com essa história.

Andreza disse...

A vida é bem cara aí neh Carol?
Cada vez mais que leio seu blog me convenço de a Noruega é BEMM CARA!! RSrs

as pessoas ganham bem mas o padrão de vida é alto não e?

Você disse, faz tempo, que ia todo mês do supermercado de Copenhangen, aí não tem, ou é mais barato lá?

Tenho lido bastante de lugares aí, um livrinho chamado o Castelo nos Pirineus, você deve ter conhecido aí, e cada vez que leio aprendo mais e mais me apaixono pelo país.

Carolina Krogedal disse...

Pois é Marcela, o povo viaja literalmente na maionese, o sanduiche tem tanta maionese que eu não sei como os clientes não ficam enjoados... kkkkkkkkkk.

Andreza, a vida na Noruega é dura, muito dura, mas é digna. Com um salário minimo você pode pagar o aluguel de uma casa, colocar comida no prato, se vestir e pagar as contas, quem sabe fazendo uma boa economia até viajar, pq viajar dentro da europa é muito barato. Mas para a grande maioria é impossível esbanjar, desperdicar, vivendo uma vida luxuosa.

Além disso, ainda tem muita gente que vivenciou a invasão de Hitler, gente que passou fome na infância, e que portanto aprendeu "na marra" a dar valor ao que tem, e isso é passado indiretamente de geracão p/ geracão...
Eu faco compras na suécia pq é bem mais barato e a variedade é bem maior.
Falando nisso, em um desses programas o casal fez uma dívida enorme... adivinha com q???
.
.
.

Quem respondeu comida acertou!!!! O casal tinha 3 freezers lotados de comida... Não cultivavam nenhum outro tipo de luxo... Eu acho sim, que comida pesa muito no orcamento familiar... Eu levei um susto quando fui fazer uma analise da minha movimentacão no banco... Mesmo não fazendo compras p/ dentro de casa (trabalho do maridão) eu tô gastando MUITO com comida... hora de dar uma freada...

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)