6 de julho de 2011

Alguém já foi em alguma festa (de)pri(a)vada de noruegueses II??? A comprovacão!


Segure seus cavalos pq minhas éguas estão soltas...


E eu que achava que isso só rolava em festas privadas... Alchool e sexo sem restricões,é disso que eu estou falando minha gente... Meninas de 17 e 18 anos que enchem a cara de birita já com o intuito de fazer merda... E eu não tô falando de menina pobre sem estudo não. Eu estou falando de norueguesas, que vivem no país com a melhor qualidade de vida do mundo, que tem acesso ao que há de mais moderno de tecnologia e portanto de informacão. Essa foto foi tirada em Rodhos (Grécia), onde um grupo de norueguesas decidiu "fazer a festa". Essa dupla decidiu mostrar a busanfa, o casal resolveu simular sexo no chão, e isso tudo rolando em ambientes como bares, discotecas e casas de show... Isso tá ficando demais... Eu li uma vez que uma menina era excluida das festas pq não bebia (no Brasil eu nunca fui excluida por não beber). Acho que os pais noruegueses estão negligenciando  demais a educacão dos filhos... A necessidade das meninas de aparecer, de se destacar é tanta que acaba rolando isso. Mas o estado também tem sua parcela de culpa... Falta opcão de lazer para criancas e jovens, e o ócio sempre dá merda. Isso sem falar nos que embarcam para o caminho das drogas, pq  da manguaca para as drogas na Noruega é um pulo minha gente. É engracado, acho que pelo fato de que no Brasil é muito mais fácil ter acesso a essas coisas, o interesse diminui e muito (o proibido é que é gostoso), ao meu ver, ficar sabendo das merdas que voce fez quando estava bebado(a) no Brasil é uma vergonha, aqui é uma "onda"... Claro que no Brasil rola esse tipo de vulgaridade e promiscuidade, eu me lembro até hoje de uma reportagem do Jornal Nacional mostrando o que rolava em alguns bailes funk no Rio de Janeiro, menores de idade mostrando as partes intimas... Mas definitivamente eu não posso comparar uma menina moradora de favela com pouco ou nenhum estudo x  uma norueguesa, tão pouco posso comparar um baile funk em uma favela do Rio de Janeiro, com uma ilha paradisiaca na Grécia. Acho que esse comportamento no Brasil está associado a grupos específicos, em ambientes especificos, com "individuos únicos", enquanto na Noruega está se tornando um comportamento normal entre os jovens de todas classes e "background", e em qualquer lugar... Em 24 anos no Brasil eu nunca vi um traseiro na capa de um jornal, a não ser naquela desgraca sensacionalista chamada "Jornal o Povo" que gracas a Deus acho que não existe mais...

Enquanto sóbrios, os noruegueses torcem a cara para qualquer barulho ou risada mais alta, nunca conversam sobre sexo, e tem alguns comportamentos que se igualam ao de idosos (generalizei legal minha gente),  mas quando bebem... aparentemente soltam o que estava repreendido por todo esse tempo. Eu diria mais as mulheres do que os homens...

Acho que algum redator norueguês vem fazer umas visitas no meu blog... o que eu escrevo sai no jornal... ha ha ha. Que bom que pelo menos eu não passo como maluca... hua hua hua

8 comentários:

Luciana disse...

Eu acho engracado essas coisas, claro, porque não é com ninguem conhecido.
Mas vou ja procurar o link do jornal pra colocar no facebook pras meninas lá do grupo discutirem, não sei se posso colocar o do seu blog...
Beijo

Carolina Krogedal disse...

Lu... aqui vai uma confissão... Eu tb acho engracado... acho que anima demais uma festa... mas, que não esteja no meu grupo, que não esteja "relacionada" a mim, que não me coloquem no mesmo saco, que eu não receba a fama sem "deitar na cama", compreende? Também não gostaria que fosse uma filha minha ou uma sobrinha...Acho que é uma cena tragico-comica...rsrsrsrs

Flavia disse...

Eu ainda fico meio "passada" com essas coisas. Mas acho que com o tempo me acostumo...rs. O povo perde a linha quando viaja a outros países, principalmente quando se tem facil acesso a bebidas e o preco nem se compara com o que se paga na Noruega.

Luciana disse...

Compreendo. Nem consegui achar o link pra colocar la no grupo.

Carolina Krogedal disse...

Flavicha, a reportagem falava exatamente sobre isso... os baixos precos das bebidas em outros países... Algunas criaturas entram em coma alcoólico, tem nocão? Mas agora eu tô com uma curiosidade... Eu não via isso nas baladas no Rio, vc que é carioca como eu diz ainda ficar chocada quando vê, isso quer dizer que vc não via isso no Rio tb... Mas tem gente de outros estados dizendo que isso é normal no Brasil tb... Será que as cariocas são mais ajuizadas??? E olha que a gente recebe fama de p* no Brasil.

Carolina Krogedal disse...

Esse carinha simplesmente tirou as palavras da minha boca!

http://www.dagbladet.no/2011/07/04/nyheter/fyll/sex/alkohol/uteliv/17130610/

Jeg håper og tror at en sunn og fornuftig oppvekst av sine barn, med respekt for seg selv som mål, skal forhindre at de ikke evner å handle rasjonelt og fornuftig. Jeg tror at en god ballast hjemmefra er det som skal til. Bortskjemte drittunger uten kritisk sans og/eller uten evne til å ta vare på seg selv er mye pga mindre god oppdragelse av foreldrene.

Daniela Pedrinha disse...

Acho engraçado esse povo que sóbrio é todo puro, santo e casto, sem maldade.. mas qdo fica ébrio, sai de baixo!!

Concordo com o que o rapaz disse no link que vc colocou.. E qdo vc sabe até onde pode ir, pq vc entende que tudo tem consequências/resultados nessa vida, vc sabe a hora de parar.

DOM JUAN disse...

Acho que aqui no Brasil não se pode colocar a culpa na falta de educação e informação pela libertinagem da garotada. Essa garotada sabe bem o que tá fazendo.

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)