1 de setembro de 2014

Para as mamães de primeira viagem na terra dos vikings!

Antes de mais nada, é importante dizer que... Foi-se o tempo em que engravidar podia prender "o macho", e se você  está pensando em fazer isso por essas bandas, pode-se encontrar em maus lençóis... Sem a papelada você praticamente não pode desfrutar de nenhum dos benefícios que uma pessoa registrada tem, além disso, sua estadia na Noruega não está garantida... Se você entrou no país com um determinado visto ou se o carinha não tem "cacife" suficiente, determinado pelo governo, você não casa (sem antes penar muito), e terá uma imensa dor de cabeça... Sem falar que pode dar a louca no carinha e ele dizer, não quero você so o filho... vixe, que doidera!!!
Agora começa o papo com as futuras mamães que estão com tudo em dia! Antes de mais nada, parabéns pela decisão de desejar perpetuar a espécie, os sacrifícios não serão poucos :-)
Fez o teste da farmácia e deu positivo, parabéns! O próximo passo é marcar uma consulta com o seu fastlegen e com sua jordmor (o seu médico e a sua enfermeira parteira)... Exames como HIV, hepatite B e C,  rubéola, tipo sangüíneo, etc e tal serão pedidos, caso tenha gato vale a pena pedir o de toxoplasmose também... Todas as consultas com o médico passam a ser gratuitas, o mesmo vale para as enfermeiras parteiras... O médico ou parteira solicitará uma vaga para você em uma das maternidades próximas a sua casa, o que também é gratuito. Você receberá um formulário com perguntas sobre como vc deseja ter o seu parto,  e isso deve ser entregue a maternidade. Caso decida ter a criança em casa, o preço médio é de 6000 mil coroas, sendo que você recebe mais ou menos 2,500 coroas de volta, como uma ajuda de custo do governo. Na semana 18 você recebe uma oferta para fazer a primeira ultra-som no hospital, caso tudo esteja em ordem, você receberá outra oferta na semana 32. Enquanto no Brasil forçam uma barra para fazer a cesárea, na Noruega é o contrário, mas alguém me disse que aqui não é opcional, só fazem a cesárea em caso de risco mesmo...
Quanto aos seus direitos...
Caso você nunca tenha trabalhado, ou tenha trabalhado menos de seis dos últimos 10 meses que antecedem o recebimento do benefício da licença maternidade você receberá o "engangsstønad", é uma bolada que o governo te dá de aproximadamente 36 mil coroas (para garantir o enxoval do bebê, creio eu). Caso você tenha trabalhado mais de seis meses você tem direito a receber 100% do seu salário (caso você decida ficar em casa com o bebê por 49 semanas), ou 80% do seu salário (caso vocês desejem ficar em casa 59 semanas com o bebê). A coisa eh dividida assim: As 3 semanas antes do nascimento são obrigatorias da mãe, assim como as 10 semanas depois do nascimento são quotas que pertencem exclusivamente a mãe... 10 semanas são reservadas para o pai. As semanas restantes vcs decidem como serão divididas...  Se por infortúnio do destino você fique doente durante a gravidez, isso conta como se você estivesse trabalhando, e você receberá o seu foreldrepenger normalmente. Se você trabalha em um lugar q apresenta risco pra você e o bebê, tipo trabalhar com produtos químicos, fábricas, as vezes limpeza, você recebe o svangerskapsepenger, que vai do momento q você adoeceu até 3 semanas antes da data prevista para o parto. Caso esteja interessada em saber mais: regjeringen.no e nav.no
Fazendo uma pequena pesquisa em revistas, jornais ou internet voltadas para o assunto, você pode conseguir cupons de desconto para lojas e o mais interessante, os "startboks", que são caixas cheias de produtos para você e o bebê, como lenços umedecidos, absorventes, fraldas, óleos, pomadas, brinquedos, meias, etc, etc e etc...

Algumas dicas de onde conseguir as caixas com presentes:

www.babybox.no
www.libero.no
www.rimi.no

Existem outros lugares, mas recebi a informacão que esses outros lugares podem pertubar com ligacões constantes, na tentativa de vender mais produtos...
 
Cupons de desconto

Caixa da baby box

8 comentários:

Bruno Cortez disse...

ola, carol! penso em fazer doutorado na universidade de oslo no ano que vem e queria saber se com 1700 euros por mês (cerca de 14 mil coroas norueguesas) é possível levar uma vida razoável de estudante! valeu!

Carolina K disse...

Com esse valor é sim possível estudar e viver em Oslo... Uma vida de estudante bem modesta, mas... Sim, totalmente possível... O aluguel de um quarto na minha cidade está ente 4,500 e 5,500 em média... Em Oslo deve ser um pouco mais... 6, 7 mil... Talvez mais barato para estudantes, não sei... Rsrsrs. Com comida deve gastar em média 2-3 mil coroas, transporte como vai viver e estudar em Oslo, será apenas uma zona, então acredito que saia por 800 coroas... Ainda sobra um troco para as roupas de frio :-) Depois você tem que voltar aqui e deixar um depoimento com a sua experiência ;-)

Bruno Cortez disse...

valeu pelas dicas! e o idioma, foi dificil aprender? to começando a ver uns videos no youtube! bjs

Carolina K disse...

O idioma não é tão fácil de se aprender quanto o inglês, mas tudo dependerá de sua força de vontade... Quem fica mais exposto a língua tem mais chance de aprender rápido... Tenho amigas que passaram no exame de nível mais alto em dois anos, e outras que já moram aqui há 4/5 anos e não conseguem se comunicar

pammella nascimento disse...

Olá carol..Em primeiro lugae parabenizo pelo blog muito esclarecedor mas tenho duvias e ja busquei em todos os sites inimagináveis e não tive informações..sou brasileira moro em sp e estou noiva e também grávida de um norueguês.Nos casaremos em novembro deste ano no civil aqui no Brasil e em janeiro tenho planos de ir até Volda Noruega para ter meu bebê lá pois é a vontade do meu marido e família dele acompanhar o nascimento do primeiro neto.Gostaria de saber porque meu marido não tem direiro a licença paternidade( o mesmo compareceu a posto da NaV e foi lhe dito que esse benefício não seria concedido à ele eu teria direito apenas à uma ajuda de custo do governo (não sei o valor) e eel terá que trabalhar o primeiro ano de vida do bebê sendo que lemos em.diversos sites que é direito de todo norueguês que tenha emprego fixo acompanhar o primeiro ano ou 9 meses de vida do filho sendo remunerado.Meu noivo é pescador e esta triste pois ja temos que conviver com a saudade pois ele tem que ficar semanas no barco à trabalho..detalhe ele mora.comigo no.Brasil mas ainda não tem visto permanente apenas depois que oficializar nossa união em cartório..ele ja tem cpf e residencia fixa , mas está constante em.noruega à trabalho,paga impostos e tudo mais..minha.indignação e que muitos.viciados e vagabundos vivem com pensão do governo por anos e recebem o direito e meu marido que tem interesse apenas em ficar com o filho mesmo depois de pagar anos de impostos não tem esse direito porque eu sou estrangeira e não trabalho na Noruega .acho que o direito dele trabalhista à licença não deveria ser tirado pelo simples fato de eu não ter vínculos com o país meu vínculo é ele e logo meu filho...espero que entenda meu depoimento e me esclareça se puder o motivo de tal injustiça...

Carolina K disse...

Oi Pamella! A NaV na Noruega eh praticamente como o nosso inss, muito organizado, rsrsrs. Caso você queira informacões mais concretas e seguras, eu aconselho ir nesse site:
https://www.facebook.com/navforeldrepenger que eh um “forum” da NaV no facebook...
Agora vamos ao seu caso, lembrando que eu posso estar totalmente certa ou totalmente errada... A Noruega parte da premissa que os pais não podem se beneficiar da ajuda da Nav ao mesmo tempo, então se um esta em casa, o outro tem que estar obrigatoriamente fazendo alguma atividade... Pra eles so interessa que um dos progenitores cuidem do bebê, dois ao mesmo tempo não rola... Por isso não eh permitido que os pais mesmo que tenham trabalhado a vida toda, possam tirar a licenca maternidade/paternidade ao mesmo tempo. Mas segundo eu vi nesse forum, existe uma chance sim do seu marido tirar a permissão dele, mas... vou traduzir algumas perguntas e respostas do forum:

Nils Brastad:
Skulle gjerne tatt pappaperm jeg. Men nå er det sånn at min kone ikke har jobbet i Norge enda, hun bor her, har oppholds og arbeidstillatelse, men altså ikke tjent penger/ jobbet enda. Men jeg som er 48 år, jeg har jobbet og betalt skatten min siden jeg var 13-14 år gammel... Kan absolutt ikke fatte at jeg ikke kan få lønnet pappaperm fordi om mor ikke har tjent noe her til lands!!!! Systemet er utrolig urettferdig!!!
Eu adoraria ter tirado minha licenca paternidade... Mas a minha esposa ainda não tem emprego na Noruega, ela mora aqui e tem a permissão de trabalho e moradia, mas ela ainda não ganhou dinheiro/trabalho ainda... Mas eu que tenho 48 anos, trabalhei e paguei o imposto desde os 13-14 anos. Eu não posso acreditar que eu não posso tirar minha licenca paternidade remunerada, pq a mãe não ganhou nada aqui no pais. O sistema eh incrivelmente injusto...
Ai a Nav responde que ele pode tirar sim, mas...
Du kan ha rett på foreldrepenger på egen opptjeningselv om du ikke har rett på fedrekvoten.
Når bare du har rett til foreldrepenger, kan du ta ut 40 uker permisjon med 100% lønn (dekningsgrad) eller 50 uker med 80% dekningsgrad.
Perioden med foreldrepenger starter fra og med uke 7 etter fødselen, og for å få benyttet alle ukene måtte du har startet permisjonen da. Starter du senere, taper du permisjonsdager/uker du ikke har brukt.
Dette forutsetter at mor fyller aktivitetskravet både når du tar ut og utsetter din permisjon.
Du kan lese mer om dette her: http://bit.ly/1ipn4Vz
Você pode ter direito a licenca paternidade remunerada, mesmo se você não tem direito a quota de paternidade. (Essa parte não sei se traduzi certo, pede ajuda ao maridão)...
Quando so vc tem direito a licenca paternidade, você pode tirar 40 semanas de licenca recebendo 100% do seu salario ou 50 semanas recebendo 80% do seu salario... O periodo para receber a licenca comeca a partir da setima semana (do nascimento do bebê), e se vc quiser desfrutar de todas as semanas vc tem que iniciar com a permissão imediatamente (na 7ª semana). Se vc comecar mais tarde vc perdera as semanas/dias que não foram usados.
Isso requer que a mãe preencha as exigencias de atividade desde quando vc tira ate quando vc termina a sua permissão/licenca.
Você pode ler mais sobre isso aqui: http://bit.ly/1ipn4Vz
Ai eu fuxiquei a resposta dele entre outras respostas...
Dette betyr at for at far skal kunne ta ut hele permisjonen, må du være fulltidsstudent fra barnet er 7 uker gammel.
A condicão para que o pai possa usufruir do beneficio da licenca maternidade eh que após as primeiras 7 semanas do bebê a mãe esteja trabalhando ou estudando integralmente...
Ai o Nils Bastard reclama com razão... Ele mora em uma cidade pequena onde não existe curso de norueguês integral, e que as chances da esposa com um recem nascido em casa, e sem falar a lingua conseguir um trabalho eram minimas... Que o sistema não o ajuda em nada...
Então eh isso que eu entendi, seu marido pode tirar a permissão desde que vc arrume alguma atividade integral após a 7ª semana...

Marcela Orsini disse...

Até que enfim você voltou! Bjs Marcela.

Carolina K disse...

Voltei mais madura e com a corda toda... Cheia de postes aguardando publicacão...rsrsrs

Palavra-chave

Follow by Email

Volta ao mundo em 80 anos :-)